Sobre mim e outras coisas, irreais, ou nem por isso...

27
Dez 10

O Natal ainda não se foi, porque ainda tenho presentes para fazer e para oferecer.

 

Os cavalinhos ficaram bonitos, as bonecas também. As compotas, deliciosas, e os licores  já foram testados pelos amigos do marido.

 

Ainda faltam mais três cavalinhos e mais três bonecas e mais três que ainda não sei bem o que fazer, talvez cavalinhos, porque são fáceis de fazer e resultam muito bem. Resta-me saber se para menina, se para menino, coisa que os próprios pais desconhecem.

 

As festas e as comezainas estão em stand by até á passagem de ano. Não cozinhei muito a 24 e 25, mas ontem fiz sopa, assados no forno, de borrego e de peru, saladas, fiz um delicioso tronco de natal, mousse de avelã, tarte de alfarroba, pudim de leite condensado e pús a mesa para 16.

 

Cozinhei para a família do marido, com toda a alegria e dedicação. É coisa que faço, quando cozinho, gosto do que estou a fazer.

 

Voltar a trabalhar, depois de um fim de semana grande, não é a melhor opção. Sonho com os dias de férias até ao fim do ano, a partir de quarta feire. E espero que o sonho não se transforme num pesadelo, devido ao estado de saúde do meu avô, como aconteceu numas férias há 8 anos, quando faleceu a avó T.

 

 

publicado por na primeira pessoa do singular às 16:23

26
Jul 10

Acabaram-se as férias e surgem perspectivas de melhoria de trabalho.

Já comecei a dar aulas e acho que , pelo menos, consegui cativar uma boa parte da turma, pelo que agora só espero que me recomendem para outras disciplinas.

Surgem novas propostas para trabalho, vamos lá ver se não se ficam pela fase do orçamento.

 

 

 

 

publicado por na primeira pessoa do singular às 10:15

Oh férias 5 estrelas...

publicado por na primeira pessoa do singular às 10:13

Graças ao geocaching descobrimos sítios fabulosos nestas férias. Portugal tem sítios mesmo mesmo muito bonitos!

 

E cheios de estrangeiros, alemães, espanhóis, ingleses, que sabem descobrí-los primeiro que nós. Fazem eles muito bem.

 

 

publicado por na primeira pessoa do singular às 10:11

Dois dias no Algarve, porque sim, para as garotas passarem um bocado com o primo, e para uma visita aos ao Aquashow.

 

Estava demasiado calor e demasiada gente.

 

Armação de Pêra está com um passeio bonito, e os gelados melhor que nunca. A praia, com um mar calmo e com excelente temperatura, é pequena para tanta gente, e não dá para as garotas brincarem à vontade. Ou estamos mal habituados da espaçosa, apesar de reduzida, praia do Carvalhal da Rocha.

 

Uma passagem no Kartódromo para R matar saudades de uma corridinha e para geocaching

publicado por na primeira pessoa do singular às 10:06

11 dias de férias foram um luxo para a nossa família! Há anos que não sabiamos o que eram tantos dias.

 

Pela quarta vez, optámos pela Praia do Carvalhal da Rocha, ( Brejão, S. Teotónio, Odemira), na bela costa do Sudoeste Alentejano e Vicentina.

Pela terceira vez ficámos no Parque de Campismo do Monte do Carvalhal da Rocha, e é uma felicidade adormecer ao som do mar, dos grilos e râs.

Adoramos acampar, e este parque, não sendo dos mais bonitos ou luxuosos, é muito acolhedor e , sobretudo, sossegado e com boas instalações.

 

A praia, que adoramos, é pouco frequentada, e é ver famílias e criançada à vontade, na brincadeira, em poças de água na maré baixa, arranjando amigos, e sempre à vista dos pais.

 

A paisagem é linda, tanto na praia como nas redondezas, com arribas belíssimas e praias desertas fabulosas.

 

E assim são as nossas férias, simples, sossegadas, relaxantes.

 

Como nota importantíssima, e de grande contributo para a Bandeira azul, mais do que o apoio de praia, Wcs, bons acessos e estacionamento, mesmo para pessoas deficientes, é que o bar da praia tem  rede de internet de borla, mas não há qualquer rede de telefone. O TELEMÓVEL NÃO TOCA!!!!! Yupi!!!!

 

 

 

 

 

publicado por na primeira pessoa do singular às 09:52

06
Jul 10

Daqui a 4 dias quero ir de férias, uma semana e meia, o que será um record dos últimos anos.

 

Não está nada combinado, mas queremos ir, para bem da nossa sanidade mental.

 

É claro, e como não podia deixar de ser, calha em fim de obra, até nem podia deixar de ser, nem ser de outra maneira, mas desta vez vou tentar ligar menos e o sr cliente, que me tem lixado sucessivamente, que se lixe ele.

 

Bem sei que nunca vou conseguir desligar-me, mas tenho de tentar. Como tenho tentado, sem sucesso, nas últimas vezes, é verdade.

 

Se não for tão mau como em 7 dias de férias em Junho passado ou tão péssimo como os 3 dias em Setembro, será, de facto, uma bela semana de férias, (se não chover...)

 

É que se repito a dose do ano passado, acho que não vou conseguir enfrentar o R e as miudas, e a empresa estará em risco, pois não sei se aguento outra semana como aquelas. ACho mesmo que iria abaixo em 3 tempos e seria complicado recuperar.

 

Tenho medo de toda a frustração se tornar numa bela m**** de "baixa pressão".

 

 

 

 

publicado por na primeira pessoa do singular às 10:55

17
Jun 10

Não me apetece trabalhar

 

Estou farta, farta, farta! Preciso de me afastar !

 

Preciso, acima de tudo, de ganhar o euromilhões.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

publicado por na primeira pessoa do singular às 11:46

05
Abr 10

Podemos ter muitos defeitos a trabalhar juntos, mas quando é preciso organizar um evento à pressa, devemos ser os melhores!

Por isso, sexta feira bem cedinho acordei o marido e decidimos , mesmo ali, entre lençois, tirar umas mini férias, pelo que reservámos de imediato um Hotel, inscrevemo-nos no site do geocaching, fizémos as malas, acordamos as garotas, banhos, roupa e ala que se faz tarde.

Pelo que, a meio da tarde, e com a tralha no hotel Belsol de Belmonte, partimos à procura dos primeiros tesouros da equipa R.

No sábado tomámos o pequeno almoço bem cedinho, para chegarmos logo à Serra, mas em Manteigas fomos surpreendidos pela estrada fechada, devido à neve. Demos a volta pelo outro lado, mas desistimos na Lagoa Comprida, devido ao temporal de neve. Brincámos e congelámos por ali mesmo, esperámos pelo limpa neve e descemos de novo, a tempo de almoçar e passar mais uma bela tarde de aventura. Terminámos o dia em Sortelha, essa bela localidade, com 7 tesouros na mão, e com um travel bug para mudar de sítio.

Ontem voltámos para casa,( e um céu limpído adivinhava um belo dia na neve...) ainda de manhã, e no meio das voltinhas de folares e aniversários, fomos caçar mais um tesouro e deixar a "Joaninha".

Belo fim de semana.

Soube a pouco.

Tudo por menos de 300,00€, refeições, combustível e recuerdos incluídos.

publicado por na primeira pessoa do singular às 10:20

01
Abr 10

Daqui a pouco vou para casa e hei-de fazer folares, daqueles com ovo por cima, para a afilhada, sobrinhas e mais uma carrada de gente.

Hei-de agarrar-me à cozinha, e amassar com gana, para desanuviar, e há-de fazer-me bem.

 

O trabalho irá atrás de mim, e hei-de descobrir horas na noite para o fazer.

 

Irei encaixar-me no R. e ele encaixar-se-á em mim, se chegarmos ao fim de cada um dos próximos dias sem discutir muito, e será muito bom.

 

Se calhar, iremos a uma cerimónia de Páscoa, agora que assumimos o compromisso da catequese com a catita maior, e faremos visitas, e talvez sejamos visitados.

 

Planearei um passeio, porque decidi que os fins de semana têm de ser mais aproveitados, e talvez consigamos ir.

 

Segunda feira voltarei a trabalhar, com mais força, mais afinco, mais vontade, espero eu.

 

 

 

publicado por na primeira pessoa do singular às 18:28

Eu queria ir de férias, e por dois motivos, trabalho e trabalho, não vou.

Queria, ao menos, ter uns dias mais descansados, mas também não vou ter.

 

E ontem fui atazanada todo o dia por uns "fdp" que esta tarde já não puseram o cú no trabalho porque foram de férias, com dias de trabalho pagos, que eu e outros tansos pagamos a trabalhar. Só para ficarem despachadinhos...Ou vejam lá se às 12:30h ainda estava algum na obra?!

 

Acho mal. Se querem férias, gastem dos seus dias de férias, como os demais. Também eu gostava de ter mais dias, eles têm-nos, por direito, por idade, por antiguidade, por sabe-se lá mais o quê, mas mesmo assim ainda têm as tolerâncias de ponto.

 

As pontes, que outros como eu tentam fazer, pois bem, é menos um dia na férias do Verão, ou do Natal...nos anos em que as há...

publicado por na primeira pessoa do singular às 18:04

Selo concurso
limetree
mais sobre mim
Janeiro 2018
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
11
12
13

14
16
17
18
19
20

21
22
23
24
25
26
27

28
29
30
31


Selo concurso
limetree
blogs SAPO