Sobre mim e outras coisas, irreais, ou nem por isso...

29
Set 11

Era capaz de me fazer bem...

 

Estou a ficar desesperada.

 

A empresa está a correr mal. Muito mal. Pronto, está dito. Não há trabalho, os potenciais clientes não têm trabalho nem dinheiro, está tudo nas lonas e eu também.

 

Tenho feito contactos, entrevistas, o diabo a quatro, e a resposta é sempre a mesma : não há trabalho, nem dinheiro...

 

Desde que comecei a trabalhar, sempre fui independente monetáriamente. A falta de ordenados obriga-me a respeitar o ordenado que o marido trás para casa e usá-lo no que faz falta.

 

Sinto falta de comprar livros, de comprar lingerie, de me mimar. Hoje fui pintar o cabelo, que estava uma lástima, branco, seco, tipo palha de aço, e ainda me estou a recriminar disso. E esta prisão está a dar cabo de mim.

 

O marido anda mal humorado com o trabalho, e deve ser uma grande pressão extra saber que não lhe pode dar na cabeça e mandar tudo à fava, pois iamos nós atrás, logo de seguida...

 

 

Emigrar...é uma hipotese, mas tinhamos de ir todos. Ir todos? e a educação das meninas?e o emprego para os 2? e a famlia envelhecida que cá ficaria, a precisar de nós?

Para onde? a fazer o quê?

 

 

publicado por na primeira pessoa do singular às 17:31

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.


Selo concurso
limetree
mais sobre mim
Setembro 2011
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
12
15
16
17

18
19
21
23
24

25
26
27
28


Selo concurso
limetree
blogs SAPO