Sobre mim e outras coisas, irreais, ou nem por isso...

04
Dez 10

que a Saúde está moribunda, eu olho para o lado e penso que, definitivamente, em algum lado, algo está errado, mas talvez sejam apenas princípios

 

Primeiro, considero importante a qualidade do serviço, que muitas vezes pode ser perfeitamente dissociada da qualidade das instalações.

Segundo, tenho a sorte de alguém da familia ser a médica de familia, numa zona pouco complicada

Terceiro: No Hospital de Leiria, onde nasceram as minhas finhas, fui sempre bem atendida na Obtetrícia/Maternidade. Nota: comida muito, mas mesmo muito má.Já não se pode dizer o mesmo das urgências. E a Pediatria, oscila, depende de quem lá está à frente...

Quarto: No mesmo Hospital, que o meu avô frequenta várias vezes ao ano, o atendimento é muito variável, mas há uma constante: nunca vão ver os registos anteriores e depois, cada vez que o velhote lá vai, começam do zero, e só depois de muita insistência e teimosia encarreiram...

Quinto: Utlizimanos muitas vezes os serviços de médicos particulares e de uma clínica. Os serviços são bons, mas a uns custo muito elevado.

Sexto: Fui operada de urgência por um médico particular, de urgência, com métodos modernos, pouco tempo de recuperação, mas a um preço milionário. O meu pai fez uma idêntica, por métodos tradicionais, quase de borla, num hospitalal público.Esperou, esperou, mas conseguiu.

Sétimo: A minha filhota, seguida por um pediatra particular, Hospital Pediátrico e HUC está a ser lindamente assistida, e foi operada qcom menos de 20 dias de espera

Oitavo:No Posto Médico a que pertencem os meus pais, a rebaldaria é total!

Nono: Outro dia, nos Covões, nem sabia o que pensar, de tanta confusão junta. E de ver uma maca a ser empurrada por 4 senhoras, que esperaram pacientemente que o sr fizesse um exame qualquer, vendo o Goucha na televisão. Depois, para levar outro ebora, fartaram-se de chamar, e não havia ninguém.

 

Será que tenho muita sorte? Será que pago aos profissionais certos?Será que há sítios bem orientados e outros nem por isso? Há sítios e médicos intocáveis, que têm tudo, e outros que a nada têm direito?

 

 

publicado por na primeira pessoa do singular às 16:07

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.


Selo concurso
limetree
mais sobre mim
Dezembro 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
11

13
14
15
18

19
21
22
23
24
25

26
28
29
30
31


Selo concurso
limetree
blogs SAPO