Sobre mim e outras coisas, irreais, ou nem por isso...

05
Fev 16

Olho para os meus filhos, e são tão lindos, tão saudáveis, tão maravilhosos.

Olho outra vez e vejo uma perfeccionista irritante, uma preguiçosa desafiadora, um garoto " enxertado em corno de cabra", como se diz por aqui.

 

Volto a olhar, e vejo uma artista estudiosa e bem sucedida, uma miúda divertida e meiga, o mimoso mais fofo da sua mamã.

 

e é isto, em loop...

 

Olho para o pai dels todos e vejo um HOMEM bonito, PAI exemplar.

Mas quando olho de novo, vejo um pica-miolos stressadinho, pouco tolerante, quase compulsivo.

 

E mesmo sem olhar, posso sentir os pés dele a tocarem nos meus, suavemente, falando quando não queremos nem olhar nem falar um com o outro. O homem que sabe tudo sobre mim. Que nos atura aos quatro. Que põe  a comida na mesa, que vai às compras, que se apaga tantas vezes por nós.

 

Se calhar o amor é este agridoce...

 

E nós gostamos de agridoce! pelo menos nos assados de carne e no restaurante chinês!

publicado por na primeira pessoa do singular às 09:54

Selo concurso
limetree
mais sobre mim
Fevereiro 2016
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
13

14
15
16
20

21
24
25
27

28
29


Selo concurso
limetree
blogs SAPO