Sobre mim e outras coisas, irreais, ou nem por isso...

27
Set 13

Voltámos às consultas , aos exames, às análises, aos comprimidos.

Às dores barriga, ao rubor nas faces, ao vexame desconforto de ser examinada e examinada, e espreitada, e analisada, sem poder expressar um chega, um estou farta de abrir as pernas para espreitarem não sei o quê!Voltamos às ecografias, aos espermogramas. Aos quilómetros e quilómetros nos dias certos, nas horas exactas, desta vez para Coimbra, e não Lisboa.

 

Para, dentro de um mês, ter o veredicto. Se aos 38 anos, ainda posso ou não tentar ter outro filho/a.

 

Para saber se desisto ou não. ( Porque não terei outras hipóteses).

 

Só espero que a conta seja bem menor.

 

Arrepiou-me ver as listas para consultas, só desta vez contei mais de 20 nomes para o mesmo dia, e os tantos casais que esperavam na sala de espera, e eram chamados para exames, consultas, quase todos com um ar ansioso e assustado. E uma senhora a chegar à sla e anunciar que tinha ouvido o coração a bater.

Tanta mulher de olhar vidrado, tanto homem a dar a mão, ou à espera, a olhar para um dia qualquer que não aquele.

 

Agradeci, no meu coração, a mão que apertava a minha, e a dignidade com que as senhoras do atendimento e o médico atendiam, a prestabilidade, a educação.

 

Até dia 31 do mês que vêm tenho de lá voltar 3 vezes. Depois saberei o que me espera.

 

Tenho borboletas desde a boca ao duodeno

 

 

 

publicado por na primeira pessoa do singular às 22:48

Assombração do dia 1:

Uma mulher, durante 45 minutos, não se calou a falar da sua morte e ressurreição no hospital, e de os bombeiros andarem a a fazer corridas de mortos na "morguem"...e o S.Pedro, e a Bíblia e o padre e o pastor, e eu vi a luz, e do outro lado está-se bem melhor...

assombração do dia 2:

Um homem, com um ar de agarradinho subia a rua com um pacote de leite aberto na mão. Vira-se para mim e pergunta se preciso de comida, ao que eu respondo, obrigada, mas não. Pergunta-me então se eu era de "cá", eu disse que sim, e ele volta costas a dizer que a carne está a estragar-se mas que eu sou de " cá" por isso não preciso.


Mas também, vindo daquele sujeito, precisava de estar muito desesperada para aceitar

publicado por na primeira pessoa do singular às 22:47

eu a ler uma revista de vinhos e a pensar: mas o que será isto que o enólogo está a dizer?

Não bebo vinho, mas também não sei se queria beber coisas que se descrevem assim:

Espuma liderante
Final sucroso
Leve frisante
Pêssego entre pomar
Lote com avesso (????)
Superior à mesa
Arqueado
Fruta achocolatada ( é frutóxiclate!!!)
Leve nota de tosta especiada ( ?????)
Redondo 
LEVE NOTA VEGETAL COMO TOMATEIRO ( mas é vinho ou ketchup?)
Violetas, bananas, cacau resina de pinhal, ameixa, menta, laranja confit, pelo, fumo e tabaco (????)
acidez forasteira
terroso, terra fumada
mastigável
madeira doce
sabe a xisto
sabe a esteva

publicado por na primeira pessoa do singular às 22:43

Selo concurso
limetree
mais sobre mim
Setembro 2013
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
11
12
13
14

15
17
18
19
20
21

22
23
24
25
26

29


Selo concurso
limetree
blogs SAPO