Sobre mim e outras coisas, irreais, ou nem por isso...

22
Mar 12

o meu coração bate tanto e está tão agitado, que não consigo concentrar-me nem trabalhar.

 

e há 2 ou 3 dias que isto anda assim...

 

sinto-o a bater, parece que vai saltar, que me vai faltar o ar...às tantas não é stress nem ansiedade, e é mesmo um treco!!!

publicado por na primeira pessoa do singular às 17:13

é notícia, no dia de hoje, que um pai FCP fez queixa ao ministério da educação, por uma educadora incluir Benfica numa versão do atirei o pau ao gato...
Era um pau pelas costas abaixo do senhor pelo lado de fora, já para não falar de um pau pelas costas acima, pelo lado de dentro.

é isto que preocupa alguns pais portugueses?

isto digo eu, que nem sou do benfica, e que é para o lado que durmo melhor, se cantam assim ou assado...desde que não sejam os vizinhos a cantar em altos berros no meio da noite

publicado por na primeira pessoa do singular às 16:55

uma das vantagens de ter menos trabalho ( ainda que nos últimos dias tenha tido bastante trabalho, concentrado de mais), é ter tempo para a família.

 

Acompanhei a sogra a uma reparação da dentadura. Ontem, 90 kms para trás e para frente, com tentativa de comprar roupa e sapatos. Apetece-me desistir. Vou coleccionando todos os bocadinhos de paciência, para passar horas ( horas que me fizeram muita falta!), a entrar e sair de lojas, calçar, descalçar, e no fim nada.

 

A incapacidade para tomar qualquer decisão é impressionante. Apenas sabe se não gosta, mas nem sabe porquê, nem do que gosta. Não desisto, porque amo o filho dela, e como tal, tenho de a tratar como uma mãe para mim.

 

Hoje tinhamos de lá voltar, e para poupar os 90kms, trouxe para dormir em nossa casa. O fim do mundo, uma experiência complicada. Tudo o que sai da rotina dela ( qual será a consequência , naquela cabecinha, de termos saído de casa com as camas por fazer???) é uma catástrofe, uma impossíbilidade um não sou capaz...

 

Queria dar-lhe uma injecção bem forte de genica. De personalidade. De afirmação.

 

Não tenho tal medicamento. Mas não desisto. Bufo, esperneio, barafusto, mas não desisto.

 

publicado por na primeira pessoa do singular às 11:54

sei que isto está a ficar descontrolado, porque os ameaços de crises de pânico e ansiedade estão a ser diários...

 

publicado por na primeira pessoa do singular às 11:53

Selo concurso
limetree
mais sobre mim
Março 2012
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

13
14
17

19
20
21
23

25
30


Selo concurso
limetree
blogs SAPO