Sobre mim e outras coisas, irreais, ou nem por isso...

31
Ago 10

São a minha desgraça de Verão, a par de melão gelado. Como eu gosto de fruta de Verão!

 

Dantes, quando ainda havia o barracão dos meus avós, do lagar e do forno, subiamos ao telhado para apanhar  figos roxos. Eramos garotas de 6 ou 7 anos, no telhado a comer figos ao sol. E eram deliciosos. Ou quando iamos ao pinhal na carroça da burra ou da vaca, apanhar caruma para os currais, há borda de um caminho, já no meio do pinhal, também havia uma figueira baixinha, onde era fácil apanhá-los.

 

Só já casadoira é que comecei nos pingo de mel, do sogro e da avó do namorado, e fiquei convencida, muito melhores.

 

Agora, conto os dias para chegar Agosto, porque os figos são do tempo em que nasceram as minhas catitas. As uvas são do início da escola, as cerejas são das festas em Maio, na Batalha. As nêsperas logo a seguir, as ameixas antes dos figos, e ao mesmo tempo que os pêssegos. Os marmelos são para o Outono, pelo que a vizinha é capaz de deixar uma taça de marmelada, um dia destes, na soleira da porta.

 

O ano passado fiz doce de figo, tal como fiz de laranja em Dezembro, de tomate e de maçâ, para oferecer no Natal.

Como faço fiz em outros anos. Agora tenho de experiementar em licor, como os que fiz de leite, café e leite condensado, pêra e mel ( invenção minha) e tangerina. Ando fisgada para fazer um de pêssego, que fique cor de coral... e se é para o Natal, está na hora de começar...

 

 

publicado por na primeira pessoa do singular às 12:28

Selo concurso
limetree
mais sobre mim
Agosto 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
14

15
16
21

22
23
24
28



Selo concurso
limetree
blogs SAPO