Sobre mim e outras coisas, irreais, ou nem por isso...

25
Out 13

ganhei um concurso com isto...

 

Os defeitos da minha mãe.

O meu nome é M, tenho 31 anos e a minha mãe é a M M, e tem 55.

Até aos meus 5 ou 6 anos, não me lembro de a minha mãe ter defeitos.
Entre os 5 e os 10, ela tinha o grande defeitos de, ao fim de semana, quando estavam a dar os filmes de piratas ou cowboys na RTP1, ter sempre de nos mandar tomar banho. Tinhamos mesmo que ir, mas depois, como demorávamos muito, desligava a água, porque estávamos a gastar muito. Bons princípios, heim?

Entre os 10 e os 15, os defeitos aumentaram exponencialmente: fazia nos estudar,e, ao fim de semana, obrigava-nos a arrumar o nosso quarto, e ajudar a descascar batatas para a sopa, e outras coisas assim. Também não me deixava fazer depilação nas pernas, porque dizia que ainda era nova, e que, começando, eles não iam parar de crescer. E não é que tinha razão?

Entre os 15 e os 18, quando eu era jeitosa, aumentaram os defeitos. Para além dos anteriores, e como era ela que me fazia os vestidos, saias, enfim, quase toda a minha roupa (é costureira!),à medida e mesmo em exclusivo, tinha a mania de descer as baínhas mais para baixo do que eu desejava, e mesmo assim o meu pai dizia : " VAIS SAIR COM ESSA ROUPA?". Não é que eu saísse muito, mas como já tinha namorado (único e actual marido..), fazia questão de me pôr horas de entrar, 1ª as 23h e depois as 24H, e teimava em avisar-me sobre sexo, informando-me até mais do que eu queria saber ou ouvir. Onde é que isto já se viu?

Entre os 18 e os 23 estive a estudar em Lisboa. Ela insistia nas horas de voltar para casa ao fim de semana, embora tivesse passado das 24H para as 3h (regime que durou até ao meu casamento..) e insistia em mandar coisinhas boas para Lisboa para que eu não passasse fome. Eu, que fazia tudo para estar na linha. E ela sempre a dizer que eu já estava magra demais, e que estava com os ossos à vista, que era muito difícil fazer roupa para mim, e coisas assim. Pode dizer-se que, analizando as fotografias dessa altura, se calhar, estava mesmo um bocadinho magra..

Entre os 23 e os 25, voltei para casa dos papás, onde tinha roupa, cama e mesa, enquanto trabalhava dia e noite. E não é que ela mantinha a ideia fixa de ao fim de semana ter que ajudar em casa, e de não chegar tarde, e de ter juízo com o namoro, enquanto me fazia o enxoval de casamento?

Casei aos 25 anos, fui para a minha casa, e ela manteve o defeito de se preocupar. E adquiriu o de estar sempre a defender o meu marido... Coitadinho, não bastava a mãe dele a defendê-lo, agora tem duas..

Aos 28 anos tive a minha primeira filha, aos 30 a segunda, que ficam com a avó todos os dia enquanto eu estou a trabalhar. Já não bastava criticar-me por não cumprir religiosamento os horários de comer e dormir das meninas, de não ter todos os mil e um cuidados que ela tem com as netas, e ainda vem dizer-me que tenho de passar esta ou aquela peça de roupa do avesso, ou com um pano por cima, ou que aquela nódoa só sai se eu fizer assim ou assado.

Com estes defeitos,como é que se pode conviver com uma mãe assim? Não vejo outra opção senão dizer-lhe "OBRIGADO! QUANDO FOR GRANDE QUERO SER COMO TU..."

Bem, já não me falta tudo: já sou tão gordinha como ela, temos uma cara parecida, umas mãos iguais, um cabelo tonto idêntico, já tenho metade dos filhos (2/4)e já sei cozinhar a +/- 45% do nível dela. Já só me falta saber poupar e gerir uma casa como ela, costurar , bordar, tratar das contas do escritório, tratar da casa, da roupa , tratar do pai, tratar do marido, das netas, tratar dos filhos, tudo em simultâneo, é claro...

 

 

 

 

 

 

 

 

e há 7 anos, era tudo tão mais fácil....eu é que não sabia

publicado por na primeira pessoa do singular às 12:00

Selo concurso
limetree
mais sobre mim
Outubro 2013
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
11
12

13
14
15

20
24
26

27
29
30


Selo concurso
limetree
blogs SAPO