Sobre mim e outras coisas, irreais, ou nem por isso...

22
Mar 12

uma das vantagens de ter menos trabalho ( ainda que nos últimos dias tenha tido bastante trabalho, concentrado de mais), é ter tempo para a família.

 

Acompanhei a sogra a uma reparação da dentadura. Ontem, 90 kms para trás e para frente, com tentativa de comprar roupa e sapatos. Apetece-me desistir. Vou coleccionando todos os bocadinhos de paciência, para passar horas ( horas que me fizeram muita falta!), a entrar e sair de lojas, calçar, descalçar, e no fim nada.

 

A incapacidade para tomar qualquer decisão é impressionante. Apenas sabe se não gosta, mas nem sabe porquê, nem do que gosta. Não desisto, porque amo o filho dela, e como tal, tenho de a tratar como uma mãe para mim.

 

Hoje tinhamos de lá voltar, e para poupar os 90kms, trouxe para dormir em nossa casa. O fim do mundo, uma experiência complicada. Tudo o que sai da rotina dela ( qual será a consequência , naquela cabecinha, de termos saído de casa com as camas por fazer???) é uma catástrofe, uma impossíbilidade um não sou capaz...

 

Queria dar-lhe uma injecção bem forte de genica. De personalidade. De afirmação.

 

Não tenho tal medicamento. Mas não desisto. Bufo, esperneio, barafusto, mas não desisto.

 

publicado por na primeira pessoa do singular às 11:54

comentários:
Não gostaria de estar na tua pêle.
Deus me livre!
Bom fim de semana
momentosdisparatados a 23 de Março de 2012 às 00:29

Gostava de entrar em contacto consigo.
Deixo-lhe o meu email margarida.ruivaco@sapo.pt

Selo concurso
limetree
mais sobre mim
Março 2012
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

13
14
17

19
20
21
23

25
30


Selo concurso
limetree
blogs SAPO