Sobre mim e outras coisas, irreais, ou nem por isso...

03
Fev 12

Há coisas assim.

 

Não os conheço, nunca os vi mais gordos, mas estranho a ausência , e isso preocupa-me.

 

Quando descobri o mundo dos blogs, quase por acaso, comecei a ser leitora regular. Não sou seguidora de nada, mas há meia dúzia deles que vou espreitando com regularidade. E gosto sempre de ir vendo o que se vai escrevendo por aí...

 

A verdade é que, de repente e sem avisar, alguns desaparecem, deixam de ser actualizados, ou passam a privados ( e se passam a privados, quem sou eu para ir pedinchar ser aceite??).

 

O pior é que dou comigo a pensar o que lhes terá acontecido, se estarão bem, se terão morrido, e devia ser possível os blogs terem lá uma cruzinha, só para perguntar se está tudo bem. Nada mais.

 

 

publicado por na primeira pessoa do singular às 11:30

comentários:
pois que eu já tenho pensado o mesmo...acho que fico com uma sensação estranha, quase de perda...será estranho? isto dos blogs entranha-se

Teresa
energia-a-mais a 4 de Fevereiro de 2012 às 20:50

Sabes que também eu penso nisso quando estão muito tempo sem escreverem.
Eu tinha um outro blog(geriatria) sobre o meu dia a dia da minha profissão mas acabei por coloca-lo privado...vou escrevendo só para mim.
Mas tenho tanta pena...assim não tem graça, mas achei que seria melhor. Quem sabe se um dia não o volto a tornar publico. Beijinho
momentosdisparatados a 9 de Fevereiro de 2012 às 00:28

era "geriatria a minha vida"?

se era, fiz várias conjunturas sobre quem escreveria tal blog, e na minha cabeça até a colocava um local a poucos Km de mim, perto de uma escola e central eléctrica, ou a caminho do pinhal, perto de um intermarché, numa pequena cidade do litoral...

adivinhei?

Uma pequena cidade do litoral, sim, mas esses pontos de referencia não estão certos.
Beijinho

é que o meu avô esteve num lar da cidade do vidro, e eu pesava que era bom se fosses tu ( ou alguém como) a tratar dele...
Esteve lá uns dias ( descanso do cuidador), foi bem tratado, e depois voltou para casa

Essas palavras sabem bem ouvir...especialmente nesta fase em que chego a colocar em causa a minha capacidade para lidar com esta profisão.
Há dias tão dolorosos...
Espero que o teu avô esteja bem. É bom para as famílias terem alguns dias de descanso. Na Instituição onde estou por vezes também temos alguns utentes nessa situação.
Boa continuação e obrigado novamente pelas palavras bonitas.

Selo concurso
limetree
mais sobre mim
Fevereiro 2012
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10
11

13
14
15
18

19
21
22
24
25



Selo concurso
limetree
blogs SAPO