Sobre mim e outras coisas, irreais, ou nem por isso...

04
Dez 14

O CASTIGO. Estava eu a passar a ferro e a divagar... Comecei a pensar em presentes de Natal, para oferecer. Visualizei a lista, este ano com mais dois ou três nomes. Pensei quais iria riscar da lista, quais iria manter, os que tinha que acrescentar. Se vou fazer ( há quem não concorde), se vou comprar, onde, quando, o quê? Desliguei, quero consultar o sócio antes de tomar decisões. ( Que má ideia, M. M., não vás por aí...dizem-me todas as vozes interiores, mas vou contrariá-las, desta vez!) Desviei então os pensamentos, o marido precisa de roupa, as filhas precisam de roupa e calçado e eu preciso de roupa...quando vou comprar os sapatos para as garotas? onde? será que compro botas ou sapatos? será que há vestidos bonitos nas lojas low cost do costume ( uma pesquisa breve na net diz-me que não), e lá as vejo de calças de ganga, camisola e sapatilhas, como de costume, em vez de vestidinhos bonitinhos , colants e sapatinhos como as suas primas fabulosas...vou àquela loja manhosa onde tenho ido? vou ao shopping, vou ao mercado?... Divaguei mais além, pensei nas lojas de lingerie que saíram foram do meu circuito, as livrarias, pensei na yammi, pensei nas prendas para as filhos ( agora o plural já é masculino!!!) e para o marido, que nem prendas de anos de jeito têm tido...pensei, desejei, imaginei... E tanto esforço fiz, tanto $ e € passou pela minha cabeça que deve ter feito um curto circuito...O FERRO DA ROUPA MORREU-ME nas mãos, a meio de uma camisa. E pronto, já sei o que vou TER de comprar. Suponho que vai ser esta a prenda ... rica prenda...

publicado por na primeira pessoa do singular às 12:05

Selo concurso
limetree
mais sobre mim
Dezembro 2014
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
11

15
16
17
18
19

21
22
23
24

28
29
30
31


Selo concurso
limetree
blogs SAPO