Sobre mim e outras coisas, irreais, ou nem por isso...

19
Mai 15


Gostava que todas as crianças pudessem ouvir todos os dias o quanto gostam delas, o quanto são grandes e capazes, e que neles existe a capacidade de fazer tudo.
Gostava que os miúdos, de todas as idades, fossem para a escola sabendo ter uma missão: aprender, aprender, fazer melhor.Gostava que a escola os acolhesse e dissesse a cada um: tu és a coisa mais preciosa desta escola, estimamos-te, temos grandes esperanças em ti!
Gostava que cada professor soubesse despertar o potencial de todos os meninos, nas suas diferenças, e consciencializá-los que independente do resultado dos testes, tem coisas boas e únicas.
Que em cada dia na escola houvesse um desafio, e que cada desafio os fizesse pensar, encontrar soluções, debatê-las, experimentá-las e melhorá-las. Que todos os dias houvesse lugar a debates, comentários, de assuntos do interesse dos miúdos, de uma notícia qualquer, de um problema do mundo, ou de uma coisa boa.
Gostava que cada um se sentisse responsável pelos outros, e estivesse consciente do quanto as atitudes podem afectar os outros. E consolidasse claramente, mais do que letras ou números, que há regras: não se agride, não se rouba, não se engana,não se discrimina, estima-se, protege-se, ajuda-se, pensa-se, aceita-se, debate-se, faz-se, lê-se, ouve-se, fala-se.
E que aprendessem a fazer, vendo como se faz, praticando até saber fazer, inovando em como se poderá fazer.

Eu gostava...daí a ter, vai uma grande distância!
( na falta de escola assim, tento em casa. Uns dias com mais sucesso, outros ( mais) com muito pouco...)

 

Acho que as notícias iam passar a ter outros assuntos.

publicado por na primeira pessoa do singular às 18:23

Selo concurso
limetree
mais sobre mim
Maio 2015
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
11
13
14
15
16

17
18
21
22
23

24
28
29
30

31


Selo concurso
limetree
blogs SAPO