Sobre mim e outras coisas, irreais, ou nem por isso...

18
Fev 15

Estava na fila de um multibanco e parou um carro vejo, com uma mãe e um filho pequeno, talvez com uns dez anos, no banco de trás.

Reconheci a senhora, com uma doença degenerativa. O filho saiu e foi cumprindo instruções. Ajudou a mãe, abriu a porta do banco com o cartão, e na caixa, teclou números e ordens, conforme o que a mãe dizia. Com as chaves presas na boça, porque as mãos já não teem força para isso. Nem para passar o cartão, ou teclar.

Sairam de braço dado.

arrepiei-me a pensar que há tanto que essa mãe não vai ver....

publicado por na primeira pessoa do singular às 23:00

Selo concurso
limetree
mais sobre mim
Fevereiro 2015
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
11
12
13
14

15
16
17
19
20
21

22
23
24
25
26
27
28


Selo concurso
limetree
blogs SAPO