Sobre mim e outras coisas, irreais, ou nem por isso...

19
Mai 14

 

Diz que aos 39 sou velha, e como sou gorda, tenho o título pomposo de "grávida de alto risco".

 

Desde que descobri que estava grávida, quase nada me doi, ao contrário das quase 8 semanas que demorei até saber que estava grávida. Fiquei a saber, nessa altura, que devido ao meu título, tinha de ser encaminhada e vigiada no hospital. Consultei a minha G/O e ela confirmou, a cunhada médica de família confirmou, e ficou combinado que eu seria seguida no hospital.

 

Se continuásse a ir à minha médica de sempre, já iria, no mínimo, na 3ª consulta. Isto era o que eu fazia quando era apenas "grávida".

Assim, não, sou de alto risco, mas terei a primeira semana às 15 semanas...e terei feito a eco das 12 semanas  através de uma cunha monumental...

Estou curiosa para saber como será a consulta...as análises já as fiz hoje, para as levar para o hospital.

 

Não há vagas, não há meios, não há verbas...isto em plena crise demográfica. Se houvesse para aí um baby boom, como seria?

 

Agora digam-me lá? se sou de alto risco, não devia ser mais vigiada? vou achar piada quando no fim me disserem que não tive as consultas previstas, terá sido negligência da mãe...

 

Antecipo o pior atendimento. imagino o que vou escrever no livro de reclamações.

 

Resta-me esperar para ver.

publicado por na primeira pessoa do singular às 16:28

comentários:
Olá

Os parabéns pela gravidez. Gostaria só de deixar a minha opinião. Eu fui uma grávida de risco quando grávida de gémeos, e realmente fui acompanhada no hospital, o que para risco me pareceu um atendimento muito leviano e leve. Nunca era atendida pela mesma pessoa. As pessoas eram cuidadosas e simpáticas, mas não tive as consultas que me parecem necessárias. Tudo correu bem, mas a partir daí decidi pagar. E, nas 2 gravidezes seguintes paguei. Na última, com 39 anos, com peso a mais para a minha altura, fui seguida e muito bem no privado. Só no final a minha médica (médica tb do hospital) me encaminhou para lá. Vi que o atendimento era diferente, tinham mais atenção comigo.

Por isso, se fosse eu, fazia o acompanhamento no hospital e ao mesmo tempo ia ao privado.

São opiniões como é obvio.

Uma beijoca grande e tudo de bom
Anita
Anita a 20 de Maio de 2014 às 12:40

Bom dia
Parabens pela gravidez e que corra tudo bem.
Também fui mãe aos 39 anos, tinha (e tenho) excesso de peso, e tenho hipertensão (logo...gravidez de risco), mas fui acompanhada só pela minha ginecologista, nunca fui ao hospital, senão para ela nascer. Fiz ecografias em todas as consultas mensais, além das 3 especificas (se naõ me engano 12, 22 e 30 semanas, mais ou menos)que fiz no privado.Tive um acompanhamento espetacular e como o parto teve que ser induzido às 40sem. e 3 dias, foi tudo combinado com a minha médica e fui à MAC num dia em que ela estava de serviço e foi ela que me fez o parto, que acabou em cesariana.
Maria João a 21 de Maio de 2014 às 09:22

é claro que se o atendimento não for bom, volto para a minha médica de sempre, que me acompanhou e fez o parto das outras duas filhas...

Selo concurso
limetree
mais sobre mim
Maio 2014
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
12
14
16
17

18
20
21
22
24

25
26
29
30
31


Selo concurso
limetree
blogs SAPO